Loading...
ilha-vitoria-veleiro
ilha mar SP travessia ubatuba

A maior remada até agora

ilha-vitoria-veleiro
Ilha Vitória no município de Ilhabela

 

Apesar de pertencer ao município de Ilhabela, a ilha Vitória não fica perto de nada.  Completamente isolada, seus moradores mal têm acesso a produtos industrializados. Para conseguir um saco de arroz ou uma lata de óleo têm que viajar horas em barcos mal ajambrados, balançando entre ondas duas vezes maior que sua embarcação.
Água transparente na Ilha Vitória

 

A ilha em formato de “V” não tem praia, é muito íngreme e não há uma parte plana sequer. Mesmo assim, dezessete famílias vivem lá em dezessete casas. Sobrevivem do que conseguem pescar.

 

Casa típica da ilha

 

Para chegar lá, saí de madrugada do Saco da Ribeira (em Ubatuba) num veleiro movido pelo motor. Logo fomos recebidos por Henrique, menino tímido de dezoito anos que nos ajudou a encontrar o melhor ponto para jogar âncora. Demos alguns sacos de alimentos que havíamos levado para isso. Ele nos levou para conhecer a vila (um emaranhado de trilhas verticais no meio da mata) e sua casa. Lá conhecemos o sr. Paulo, pai de Henrique e mais sete crianças.
remando-em-pe-na-ilha-vitoria
Henrique remando em pé!

 

Contei que voltaria remando na minha prancha de Stand Up e o sr. Paulo ficou muito preocupado. Disse que a vila tinha recebido um comunicado por rádio da Marinha brasileira informando que haveria ventos muito fortes naquele dia e que não era recomendado deixar a ilha. Eu já tinha consultado a previsão anteriormente e sabia dessas condições. Aliás, era isso mesmo que eu queria: o vento sul me empurrando para Ubatuba.
sup-ilha-vitoria-ilhabela
Prancha de SUP amarrada ao barco de pescadores da vila

 

ilha-vitoria-e-ilha-de-buzios-ilhabela
Do outro lado da Ilha Vitória, vendo um pouco da Ilha de Búzios

 

Depois de tirar algumas fotos fui logo para minha prancha. Não queria correr o risco de chegar à noite. Passei por uns paredões de pedra cheios de pássaros e logo saí da parte abrigada. Estava tão distante de tudo que não consegui enxergar terra firme. Reconhecia uma leve silhueta da ilha de Búzios e só. O resto era apenas a linha difusa que separa o mar do céu. Por isso, remei na direção errada por alguns quilômetros, até eu resolver consultar o GPS do celular.
Saindo para Ubatuba

 

Paredão de pedra na saída da Ilha Vitória

 

No começo tive um pouco de vento e ondas a favor, mas eles cessaram. Aquele vento todo nunca veio. Remei os 34 quilômetros sem nenhuma ajuda. Alguns mergulhões e gaivotas passaram muito próximos de mim, talvez procurando um lugar para se apoiar no meio do oceano. Com o sol forte e sem muita variação na paisagem, o percurso foi cansativo. Parei muitas vezes para me alimentar, hidratar e descansar. Ficava deitado por uns cinco minutos e levantava de novo.
Pássaros me rodeando

 

Cheguei na Praia Vermelha do Sul quando o sol tinha acabado de se pôr.
Trajeto da Ilha Vitória (Ilhabela) à Praia Vermelha do Sul (Ubatuba)

 

Distância = 34 km
Duração = 6 horas
Vento = sem vento
Ondas = sem ondas
Cidade = Ilhabela – Ubatuba
Texto e fotos: Daniel Pluk

 

 

 

3 Responses

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *