internacional mar travessia

Butterfly Valley, Riviera Turca

Travessia de SUP até o Vale das Borboletas no litoral da Turquia
Praia do Vale das Borboletas, na Riviera Turca

Depois de uma das remadas mais lindas que já fiz (veja aqui), achei que seria difícil me impressionar novamente. Mas no dia seguinte, apesar de ter começado com chuva, resolvi encarar mais uma travessia de Stand Up Paddle na Turquia. Dessa vez também saí de Oludeniz, só que agora com a proa voltada para o sul.

Lagoa Azul, um dos lugares que visitei no dia anterior

Passei por algumas praias desertas e outras com muitas construções. Algumas pareciam condomínios com casas imensas, verdadeiras mansões. Outras eram tomadas por resorts e clubes de praia. Supreendentemente, todas estavam completamente vazias.

Praia deserta no caminho para o Vale das Borboletas
Caverna

Vi algumas grutas no caminho. Entrei na maior delas, que era tão grande que até tinha uma curva dentro dela. Também tinham muitas pedras empilhadas. Deve ser um lugar visitado com frequência, pensei.

Caverna no litoral da Riviera Turca, no Mediterrâneo
Aproveitando as Ondulações

Continuei pelo costão de pedra. A ondulação estava maior que no dia anterior e vinha contra. Mas batia nas pedras e voltava a favor. Remei bem perto da costa pra aproveitar esse efeito rebote. Na volta, foi o contrário, remei mais distante da costa.  Logo cheguei na praia que tinha visto nas fotos da Internet, antes de ir. Ela fica no Kelebekler Vadisi, conhecido também como Butterfly Valley, ou Vale das Borboletas. A praia fica incrustrada no fundo desse vale super profundo.

Um oásis no meio dos paredões de pedra, Butterfly Valley
O Vale das Borboletas

Lá não tem hotéis. Como o espaço plano do vale é pequeno (e boa parte é floresta protegida por lei), há apenas um camping e algumas casas de moradores que vivem da pesca e da agricultura de subsistência. Tem também um pequeno bar, que foi onde parei para descansar.

Deixei a prancha na sombra enquanto conversava com os locais no bar da praia

Os moradores de lá são muito simpáticos. Apesar de não falarem inglês, conseguimos nos comunicar super bem, com mímicas. Me ofereceram uvas e romãs produzidas por eles, ali mesmo. Como não sei comer romã (rs), aceitei apenas as uvas que estavam deliciosas.

O drone fez sucesso entre os moradores do Vale das Borboletas

Quando levantei o drone para fazer as fotos deste post, todos ficaram impressionados e acompanharam cada movimento que ele fazia no ar com bastante entusiasmo. Em seguida, me falaram da cachoeira que fica no fim do vale. Mostraram placas em inglês indicando o caminho por uma trilha.

Fim da trilha, no fundo do vale que tem o formato de V
O Caminho da Cachoeira

O caminho todo tem muitas flores e começa entre as casas deles, passa por pequenas plantações, até entrar na mata. É apenas 1 km de caminhada, numa trilha bem aberta e sinalizada. A cada 200 metros tem um cesto de lixo. Tudo muito limpo e arrumado. As paredes do vale vão ficando cada vez mais próximas, até que se encontram, formando o vértice que encerra o vale. A cachoeira fica bem ali. As paredes de pedra são tão verticais e tão altas que não possível chegar na praia por terra. Só pelo mar mesmo.

Praia no Vale das Borboletas

Fui me despedir dos moradores locais e voltei para a prancha. O tempo estava abrindo e fechando. Cheguei a pegar um pouco de chuva enquanto remava, então decidi voltar direto pra Oludeniz e arrumar minhas coisas pra viagem de volta para São Paulo. Fiquei muito impressionado com essa parte da Turquia que nunca tinha ouvido falar. E espero um dia poder voltar e conhecer mais lugares incríveis ali por perto.

LEIA SOBRE O PRIMEIRO DIA DE REMADA NA TURQUIA AQUI
Mapa da segunda travessia de SUP no litoral Turco
DADOS DA TRAVESSIA DE SUP 2 NA TURQUIA

Distância = 12 km

Tempo = 1 hora e 50 minutos de remada

Cidade = Oludeniz, Fethiye, Riviera Turca, Turquia

ALUGUEL DE PRANCHA DE STAND UP EM OLUDENIZ, TURQUIA

Mavi Tribe

Oludeniz.com

Get My Boat

COMO CHEGAR EM OLUDENIZ

De Istambul para Dalaman é uma hora e quinze de voo, de lá para Oludeniz mais uma hora e meia de carro.

COMO CHEGAR NO BUTTERFLY VALLEY (VALE DAS BORBOLETAS)

Se você não for remando de SUP, o melhor jeito é ir num desses barcos de excursão que saem de Oludeniz. Se for de carro até a parte de cima do vale, você vai ter uma vista espetacular, mas a descida pela encosta a pé foi proibida recentemente até para os escaladores mais experientes, depois que algumas pessoas morreram tentando descer.

Texto e fotos: Daniel Aratangy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *