Loading...
ilha mar SP travessia ubatuba

Prainhas de Ubatuba


Conhecendo novas praias de Ubatuba, de SUP

Passando pela costa de pedras antes de chegar na Praia do Léo, em Ubatuba

Fazia muitos anos que não ia à Praia do Félix e tava louco pra remar por lá. Planejei um trajeto que passava por várias praias pequenas, algumas que nunca tinha visitado. Chamei o amigo Rodrigo, que foi campeão brasileiro de SUP em 2018, pra me acompanhar.

A famosa Praia do Português, antes de encher de turistas
Praia do Félix

A Praia do Félix é um dos melhores lugares de surfe de Ubatuba, então tem muitas ondas, claro. Para sair remando é melhor ir para o canto mais abrigado, o direito. Ali também ficam as barraquinhas de comida, bebida, alugueis de prancha e saída dos passeios de barco (principalmente para a Ilha das Couves). Mesmo sendo mais protegido, ainda entram algumas ondas, mas nada muito difícil de vencer.

Praia do Léo, completamente vazia
Praia do Português

Logo ao lado, passando as pedras, tem uma prainha bem pequena que de poucos anos para cá se tornou um dos destinos mais procurados na cidade. É a famosa Praia do Português. Como saímos bem cedo ela ainda estava vazia. Na volta pudemos perceber o que a fama faz com uma praia. Estava completamente lotada. Areia e pedras abarrotadas de pessoas.

Explorando todos os cantos da Praia do Leo
Começo da Travessia de SUP

Saindo de lá seguimos em linha reta até a Ilha do Prumirim, passando mais longe da costa, para cortar caminho. Pegamos ventos de 5 nós e ondas de tamanho médio, vindo no sentido contrário. Depois da ilha, o céu, que tava nublado até então, parece ter descido, porque as nuvens se transformaram em neblina. Com o tempo a névoa se dissipou até abrir um lindo dia de sol.

Passando a rebentação na Praia do Léo, em Ubatuba
Chegando na Praia do Léo

Continuamos até a Praia do Léo, uma praia pequena que fica super próxima da estrada Rio-Santos, mas só tem acesso por trilha. Ainda é pouco conhecida e mantém o aspecto selvagem que tantas praias de Ubatuba já perderam. As únicas construções são duas bases para pescadores, feitas de madeira, bambu e palha.

De paraia em praia, avançando na travessia de SUP

Quando estávamos quase indo embora, chegaram duas pessoas pela trilha. Aproveitei para perguntar do nosso próximo destino, a Praia do Meio. Eles disseram que é praticamente impossível chegar lá por terra, apesar de também ser muito próxima da estrada. A única entrada é de uma casa particular que não permite a entrada. Além disso, disseram que os donos da casa deixam cachorros bravos soltos por lá. Melhor ter cuidado.

Encontrando um companheiro de remo, em Ubatuba
Chegando ma Praia do Meio

Fomos assim mesmo e logo na chegada os cachorros vieram correndo em nossa direção. Confesso que fiquei um pouco tenso, mas eles só queriam ver quem eram os novos visitantes. Deram um cheiro e pediram um afago. Da areia conseguimos avistar a casa com piscina do outro lado do pequeno rio que desemboca ali. Também vimos muitas canoas oceânicas descansando na sombra das árvores do terreno. Os donos da casa devem ser amantes do remo, como nós.

Vista aérea da Praia do Meio e da única casa de lá

Na volta fizemos uma parada rápida na praia da Ilha do Promirim e seguimos direto para a Praia do Félix.

Ilha do Promirim, no caminho de volta para a Praia do Félix
DADOS DA TRAVESSIA DE SUP EM UBATUBA

Distância = 11 km

Duração = 2 horas e 10 minutos de remada

Cidade = Ubatuba, SP

Mapa da travessia de SUP em Ubatuba
ONDE ALUGAR PRANCHAS DE SATND UP

Na própria Praia do Félix há pelo menos duas barracas oferecendo o serviço de locação de SUP. É só chegar lá e combinar.


Texto e fotos: Daniel Aratangy

2 Responses

  1. Amei sua página! Sempre fui apaixonada pelo mar, faço travessias, já peguei onda, vi o SUP nascer, e confesso que pra mim, é a maneira mais perfeita de estar (e ser) no mar.
    Tenho uma prancha inflável (morar em apto em SP não me permite ter uma rigida) e já me aventuro sozinha ou com meu marido mar adentro aos finais de semana em percursos de 6 a 8km.
    Vi sua travessia no insta e me interessei. Conseguindo estar livre na data, irei!
    Parabéns por sua página e dicas!!

    1. Oi, Aline.
      Obrigado pelo incentivo! Faço de coração, porque também amo o mar, o SUP e a contar histórias, seja em palavras ou em imagens.
      Essa travessia em grupo vai ser super legal. É uma primeira experiência, pra ver qual é a procura. Depois penso em montar outras.
      Enfim, estou torcendo para que você e seu marido consigam participar dessa.
      Um abraço e boas remadas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *