Loading...
mar SP ubatuba

Sul de Ubatuba com Grupo


Primeira remada em grupo organizada pelo Caminhos do SUP
Pranchas na Praia da Figueira, a segunda de Ubatuba

Esse é um projeto que tava na cabeça há muito tempo, que finalmente coloquei em prática. Com pouco mais de um mês de antecedência divulguei o passeio aqui no site e no Instagram. A ideia era sair da Praia da Tabatinga, contornar a costa até a Praia da Lagoa e voltar (quem sabe, passar também na Ilha do Tamanduá).

Grupo remando na saída da Praia da Tabatinga
Quase um Furacão

Na semana anterior, a previsão do tempo indicava que a data escolhida seria de vento muito forte e ondas grandes, deixando a travessia impossível de ser realizada até pelos remadores mais experientes. Assim, tive que adiar o passeio para o dia seguinte. Por causa da mudança de data, perdemos um terço dos inscritos, mas ainda assim estávamos com um grupo grande de remadores.

Deixando Caraguatatuba para trás, entrando em Ubatuba
Praia da Tabatinga

Saímos da Tabatinga num domingo de sol, acompanhados pelo barco de apoio. O vento tava bem mais fraco que no dia anterior e as ondas também tinham diminuído. Mesmo assim o mar ainda tava mexido, fazendo os participantes se desequilibrarem em alguns pontos da travessia, principalmente perto das pedras.

Nossa primeira parada, a Praia da Figueira, com a Ilha do Tamanduá ao fundo
Praia da Figueira

Nossa primeira parada foi na Praia da Figueira. Ali tem apenas uma casa e pouca gente chega por terra. Está sempre vazia e dessa vez não foi diferente. A praia era toda nossa. Aproveitamos para descansar um pouco e comer alguma coisa. Lembrei o pessoal que tínhamos acabado de deixar Caraguatatuba para trás e estávamos agora na segunda praia de Ubatuba. Já tínhamos passado pela Praia das Galhetas, a primeira.

Paramos para descansar na Praia da Figueira
Ponta Aguda

Continuamos seguindo a costa. Agora estávamos mais expostos ao mar aberto e as ondas ficaram um pouco maiores. Continuavam sem quebrar, mas eram marolas volumosas que reverberavam nas pedras e vinham de várias direções. Passamos ao lado da Praia da Ponta Aguda e da Praia Mansa. O grupo avançou bem, mas mitos começaram a ficar cansados. A maioria remava sentada para não se desequilibrar nas ondas.

Depois da Praia da Ponta Aguda tem a turbulenta ponta homônima

Eu sabia que a ponta que dá acesso à Praia da Lagoa era o pedaço mais difícil da travessia. Então fiquei parado lá, esperando que cada um dos participantes passasse por mim. O barco de apoio também ajudou nessa hora, principalmente quando um dos remadores caiu na água e, por estar com uma prancha muito pequena para o seu peso, teve dificuldade em subir novamente no SUP. O barqueiro foi rápido, ajudando-o a embarcar.

Praia da Lagoa, uma das mais bonitas de Ubatuba
Praia da Lagoa

Na Praia da Lagoa fizemos uma parada mais longa. Todos ficaram encantados com a beleza do lugar, que é realmente de tirar o fôlego. Um cenário paradisíaco que pouca gente sabe que existe. Ainda mais assim, tão perto de São Paulo.

Passeando de SUP na lagoa da Praia da Lagoa

Dali fizemos o caminho de volta. Os que já estavam cansados voltaram a bordo do barco de apoio. Os outros foram remando, agora com as ondas e o vento a favor. Para muitos, foi um exercício de superação. Alguns nunca tinham remado no mar, estavam apenas começando no esporte. Foi lindo ver a sensação de vitória estampada no rosto de cada um. Foi realmente uma aventura que todos vão levar para a vida. A próxima remada pretendo fazer num dia de verão, longe da época de frentes-frias e num local mais abrigado. Acompanhem que divulgarei por aqui.

Acabei squecendo de ligar o rastreador GPS em alguns momentos, mas o percurso foi mais ou menos esse
DADOS DA TRAVESSIA DE SUP EM UBATUBA

Distância = 11 km

Duração = 3 horas de remada

Cidade = Caraguatatuba e Ubatuba, SP

Texto e fotos: Daniel Aratangy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *