Loading...
Stand Up Paddle no Canadá, onde fazer, onde alugar, etc.
água doce ilha internacional rio

SUP de Guerrilha

15Do Canadá aos EUA remando numa prancha de Stand Up Paddle
Thousand Islands, no Canadá
Thousand Islands, no Canadá

Confesso que não pesquisei muito se era permitido ou não passar a fronteira de SUP. Tinha a intuição de que era proibido, mas queria fazer mesmo assim. Afinal, quando teria outra chance de ir de um país a outro remando?

Uma das 1000 ilhas da região
Uma das 1000 ilhas da região

Minha pesquisa foi mais pra achar a melhor rota, ponto de partida e chegada, direção do vento, essas coisas. Achei o lugar perfeito no rio St. Lawrence, numa região conhecida como Thousand Islands (Mil Ilhas, em português), que tem esse nome por causa da incontável quantidade de ilhas espalhadas por todos os lados. É um lugar fabuloso, onde os canadenses passam férias e finais de semana. E o melhor de tudo: fica a poucos quilômetros do estado de Nova York, nos EUA.

Garagem de barcos, no rio St. Lawrence
Garagem de barcos, no rio St. Lawrence

Depois procurei um lugar para alugar a prancha de Stand Up. Acabei decidindo por uma loja em Toronto mesmo, a Beach Toys. Ali tinha uma inflável do tamanho que queria, por um preço que dava pra pagar. Era só jogá-la no porta-malas do carro e cair na estrada.

Barco de turistas, em Thousand Islands
Barco de turistas, em Thousand Islands

Todos os canadenses com quem falei me aconselharam a desistir. O dono da Beach Toys disse que até fazia essa travessia num veleiro, quando era jovem. A cerveja era mais barata nos EUA do que no Canadá, então não saía de lá. Mas hoje em dia não se arrisca mais. Disse que o 11 de setembro mudou tudo, que a costa é supervigiada, que os oficiais confiscam as pranchas e embarcações, que poderia ser preso. Ainda mais agora, com o Trump como presidente.

Remando na floresta canadense
Remando na floresta canadense

Assim mesmo, dirigi 270 quilômetros até uma cidade chamada Ivy Lea. Tinha visto na imagem de satélite uma marina particular sem portão de entrada. Peguei o endereço e coloquei no waze. Entrei sem olhar pros lados, fingindo ser um dos sócios. Inflei a prancha rapidinho e logo comecei a remar.

Remando no rio St. Lawrence, em Thousand Islands - Canadá
Remando no rio St. Lawrence, em Thousand Islands – Canadá

O nível da água tava altíssimo, como nunca antes visto. Muitas casas de veraneio foram alagadas e até barcos foram amassados contra o teto das garagens. Parece que nem tinha chovido tanto assim. Me falaram que foi erro humano mesmo. Alguma coisa relativa à movimentação das comportas que regulam o fluxo de água no lago Ontário.

Casas alagadas, devido ao alto nível da água no lago Ontário
Casas alagadas, devido ao alto nível da água no lago Ontário

De qualquer forma, achei o lugar incrível. Ilhas de todos os tamanhos e formas, algumas cobertas só com floresta, outras com mansões. Umas eram tão pequenas que não cabiam nem uma casinha.

Entre dois países: travessia na fronteira
Entre dois países: travessia na fronteira

A todo momento, consultava o GPS do meu celular pra ver se tinha passado a fronteira. Quando estava em cima dela, meu coração acelerou. Imaginei os agentes de imigração numa sala tecnológica, acompanhando meus movimentos por uma tela em infravermelho. Cogitei voltar para o Canadá, mas continuei na direção dos Estados Unidos.

Print da tela do meu celular, mostrando que já estava nos EUA
Print da tela do meu celular, mostrando que já estava nos EUA

Já na costa americana, achei que a marinha ia chegar a qualquer hora, com armas na mão, perguntando o que estava fazendo ali. Chequei mais uma vez se estava com meu passaporte. Estava, ufa. Mas não precisei dele. Dei um rolê por lá e ninguém veio falar comigo. Fiquei muito feliz de conquistar mais um objetivo, sem maiores problemas.

Ponte que separa o Canadá dos Estados Unidos
Ponte que separa o Canadá dos Estados Unidos

Voltei ziguezagueando pelas ilhas. Passei debaixo da ponte que divide os dois países e segui pela costa canadense (rio abaixo) até o ponto que tinha definido para desembarcar. Ali, um pequeno cais dava acesso direto à estrada. Segui então para uma cidade chamada Gananoque, onde dormi e planejei atravessar a fronteira mais uma vez, no dia seguinte. Travessia que contarei no próximo post. Acompanhe!

1000 ilhas entre Canadá e Estados Unidos
1000 ilhas entre Canadá e Estados Unidos

DADOS DA TRAVESSIA DE SUP

Distância = 15 km

Duração = 3 horas e 30 minutos de remada

Prancha = Red Explorer 13″2′

Condições = Vento de 4 nós vindo de noroeste. Correnteza fraca, a favor.

Cidade = Ivy Lea, Canadá

Mapa da travessia de SUP do Canadá aos EUA e de volta ao Canadá
Mapa da travessia de SUP do Canadá aos EUA e de volta ao Canadá

ALUGUEL DE PRANCHA DE STAND UP PADDLE EM TORONTO

http://www.beachtoyz.ca

http://www.torontoislandsup.com/

http://www.wsuptoronto.ca/

http://www.paddleboardaddict.com/

 

COMO CHEGAR EM THOUSAND ISLANDS

De Toronto são mais de 3 horas de carro. De Ottawa é 1 hora e meia. E de Montreal são 2 horas e meia.

 

Texto e fotos: Daniel Aratangy

One Response

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *